Como controlar a Ejaculação Precoce?

14 de Julho de 2016

Como controlar a Ejaculação Precoce?

Não é novidade para ninguém que a ejaculação precoce é o nome dado à determinada condição masculina de alcançar precipitadamente e involuntariamente o orgasmo. Em outras palavras, é gozar rápido demais numa transa.


É também sabido que isso causa enorme constrangimento e inibição à maioria dos homens que sofrem com o distúrbio. O problema chega a incomodar aproximadamente 40% dos homens sexualmente ativos, de acordo com diversas pesquisas. Muitas vezes a questão é resolvida com uma mudança de postura psicológica diante do sexo, porém, já deve ficar aqui o alerta, é sempre bom procurar um médico para saber se não se trata de nenhum problema de saúde.


O tempo que cada homem leva, ou acha que deve levar para ejacular, é relativo e com aqueles que sofrem de Ejaculação Precoce não é diferente. Por isso é difícil (na verdade é quase inútil), tentar estabelecer um tempo mínimo para ser diagnosticada a Ejaculação Precoce. Pouco importa se você leva 10 segundos, ou menos de 1 minuto, ou 3 minutos, ou quase 5 minutos e etc., o importante é que exista satisfação na relação sexual. Se a sua parceira goza em 3 minutos de penetração e você goza junto com ela, ótimo, haverá carícias e suspiros... Por outro lado, se a sua parceira demora 20 minutos ou mais para gozar numa penetração, e você com 15 minutos já chegar lá, quem poderá estabelecer o que é ou não é Ejaculação Precoce se ela sair da cama insatisfeita?


Pode até parecer desculpa, mas nós homens temos o instinto primitivo de relacionar sexo à procriação. Esse lance de querer ser “bom de cama”, ou de se preocupar com a satisfação feminina é coisa recente. Almejar repetir o desempenho de atores pornô então, é mais recente ainda. O homenzinho das cavernas que vive dentro de nós quer apenas colocar a sementinha lá dentro. Cabe ao homenzinho moderno que também vive dentro de nós dar um basta nisso e procurar controlar a situação.


Além disso, a Ejaculação Precoce pode ser adquirida ao longo da vida, seja por problemas psicológicos, por caraterísticas naturais ou alterações no sistema nervoso, ou mesmo por conta de práticas incorretas de masturbação. Aquela história de treino é treino e jogo é jogo, também se aplica neste caso.


Cada um sabe das suas necessidades, e muitas vezes, mesmo quem não sofre de ejaculação precoce está sempre querendo melhorar a sua performance, não é mesmo? Vamos abordar nos posts seguintes o que podemos fazer para aprender a controlar o ímpeto ejaculatório. E por que não pode ser tudo num post só? Porque a primeira lição é “controlar a ansiedade”.

Clique Aqui e Confira o 2o Post da série "Como controlar Ejaculação Precoce".