Como controlar a Ejaculação Precoce? - Parte 4

4 de Agosto de 2016

Como controlar a Ejaculação Precoce? - Parte 4

No último post nós falamos pra você treinar sua masturbação, agora vamos ajudar você um pouco mais nessa tarefa... Para acompanhar essa série desde o início, você precisa ler a Parte 1, a Parte 2 e a Parte 3


O primeiro passo é ter noção de controle sobre o músculo do períneo, que é aquele músculo que contraímos para interromper a urina. É ele também que você deve contrair quando quer segurar a ejaculação. Porém, sem ter um músculo bem treinado, ao contrair o músculo para evitar a ejaculação ou para fazer o pinto ficar mais duro, ele pode na verdade acelerar a gozada, então é preciso fazer ao menos uma vez por semana um exercício simples: com o pênis descansado, ou seja, de pau mole, contraia o músculo do períneo por 10 segundos, solte por 3, repita e depois faça 10 contrações seguidas.


Seguindo em frente, vamos supor que você já colocou aquele filminho pra rodar e já está com o pau na mão, é hora de ficar atento à sua respiração. Tente fazer cada movimento em 3 ou 4 segundos, inspire, segure o ar, expire e mantenha até voltar a inspirar. Isso manterá o batimento cardíaco sob controle. E na hora da transa, não se esqueça também de controlar sua respiração. Daí você está se masturbando, e sente que vai gozar, segure com o músculo do períneo, controle a respiração, espere a excitação baixar o nível e recomece.


Tente ver com naturalidade a cena do sexo, a mulher se contorcendo deliciosamente já está te deixando excitando, você não precisa ficar obcecado na excitação, relaxe e não tenha pressa de gozar. Lembre-se que você está se masturbando por que está treinando e não com o intuito de gozar apenas.


Mantenha sempre o mesmo ritmo na masturbação, nunca apresse ou acelere o ritmo, isso vai antecipar a gozada e use algum tipo de lubrificante porque seu pênis pode se tornar ultra-sensível ao calor e umidade da vagina. Além disso, se você se incomoda com o preservativo na hora do sexo, tente também bater punheta usando camisinha.


Tente ficar no mínimo 20 minutos se masturbando, mesmo que durante esse tempo você precise parar e continuar várias vezes, com o tempo você irá aumentar os intervalos. Escolha um momento do dia em que você está tranquilo e relaxado, sem ter pressa por conta de algum compromisso e quando saiba que não será interrompido.


Não fique pressionando o músculo pélvico para obter melhor ereção. Relaxe, só comece a se masturbar após respirar bem e estar com a excitação controlada. E jamais transe ou se masturbe com vontade de fazer xixi, por que ao controlar a vontade de urinar, você vai pressionar a próstata e o músculo pélvico, e o ideal é que isso não aconteça.


E durante o sexo fique bastante atento às percepções visuais, seu pinto deve ficar duro por que você vai transar e não por que sua mente ficar lembrando o quão excitante é transar. Se você estiver com uma parceira, até estar num estágio satisfatório de controle da Ejaculação, tente controlar seu ímpeto mudando de posição, sem pressa, dando um tempo para respirar, ou seja, se estiver numa posição de papai- mamãe, tire o pinto de dentro, peça pra ela ficar de quatro, beije a boca dela, depois beije a bunda dela, a buceta, as costas, a nuca, enfim, qualquer coisa ou tudo, simplesmente pra você ganhar uma pausa de alguns minutinhos sem ela perceber que você está controlando a sua Ejaculação.


E uma vez que você estiver bombando a buceta dela, atento à respiração, com a mente relaxada em relação ao sexo, sem ficar forçando o músculo pélvico para aumentar a ereção, descanse o pinto dentro da vagina e apenas mexa o corpo, como se você estivesse acariciando ela por dentro com a cabeça de seu pênis. E mantenha-se relaxado, ela vai sentir prazer por que seu pau está roçando a buceta e o clitóris dela, sem perceber novamente que você está controlando sua ejaculação.


Não deixe de praticar sua masturbação, por que é neste momento que você vai aprender a ter controle sobre todas as variáveis que aceleram a sua ejaculação, que são: sistema nervoso sensível, excitação descontrolada ou excessivamente induzida por contrações do músculo pélvico, respiração acelerada e descompassada, mentalização inadequada supervalorizando o ato sexual e a fixação pelos atributos sexuais da sua parceira.


E por fim, se você sabe que vai transar no dia, tente se masturbar algumas horas antes, ou na noite anterior para liberar sua energia sexual, até chegar o momento de você não precisar mais de todos esses artifícios. Mas se por acaso, após um mês de treinamento você ainda sinta que não está conseguindo controlar sua ejaculação, já passou da hora de procurar uma ajuda médica.


E é claro que nem preciso dizer que na hora do vamos ver, quando a mulher estiver se contorcendo de tesão e se achando muito bem comida por você, todo esse esforço de treinar o seu boneco vai valer muitíssimo à pena.